Contos doTio-Avô
Saulo Piva Romero
Textos
ERA UMA VEZ UMA ANCIÃ QUE MORAVA NO TOPO DE UMA MONTANHA CERCADA POR GRANDES GELEIRAS.
ÉVORA ERA A MULHER MAIS VELHA QUE VIVIA NA ALDEIA QUE FAZIA FRIO O ANO INTEIRO. ENTÃO, ELA ERA CONHECIDA COMO A BRUXA ANCIÃ DA MONTANHA DA GELEIRA. ELA GOVERNAVA AQUELA ALDEIA COBERTA DE NEVE E TOTALMENTE TOMADA PELOS GRANDES BLOCOS DE GELO.
ÉVORA ERA TÃO MÁ QUE QUANDO CHEGOU AO TOPO DAQUELA MONTANHA QUE ATÉ ENTÃO O SOL BRILHAVA INTENSAMENTE E SEUS HABITANTES ERAM FELIZES E FESTIVOS, POR MEIO DE UM ENCANTAMENTO, FEZ AQUELA MONTANHA SE TORNAR SOMBRIA, POIS, O SOL SE ESCONDEU E NUNCA MAIS APARECEU NA REGIÃO DAQUELA MONTANHA QUE PASSOU A TER SOMENTE A COMPANHIA DA NOITE. COM ISSO, A ANCIÃ PASSOU A GOVERNAR A ALDEIA E TRANSFORMOU TODOS OS SEUS HABITANTES EM SEUS ESCRAVOS.
ÉVORA REINAVA COM MÃOS DE FERRO, POIS, NÃO HAVIA QUEM A DESOBEDECESSE PORQUE NÃO QUERIAM DESPERTAR A IRA DELA.
PORÉM, CERTO DIA, UM JOVEM RAPAZ DECIDIU SE LIBERTAR DA ESCRAVIDÃO EM QUE SE ENCONTRAVA POR TEMER A IRA DA BRUXA ANCIÃ, POIS, JÁ NÃO AGUENTAVA MAIS VER SUA FAMÍLIA E SEUS AMIGOS SENDO MALTRATADOS E HUMILHADOS DURANTE MUITOS ANOS.
ENTÃO, SEM QUE A BRUXA PERCEBESSE, O JOVEM ALEXANDER FUGIU DA MONTANHA DA GELEIRA RUMO A CIDADE BAIXA, MAS, PROMETENDO VOLTAR UM DIA PARA POR FIM AO REINADO DE MALDADES DA VELHA ANCIÃ.
ASSIM QUE CHEGOU NA CIDADE BAIXA, ALEXANDER ENTROU NUMA ESCOLA DE CAVALEIROS, ONDE APRENDEU A S HABILIDADES NECESSÁRIAS PARA SE TORNAR UM GRANDE CAVALEIRO E LOGO SE TORNOU UM DOS MELHORES CAVALEIROS DE TODOS OS TEMPOS NA TERRA DO GELO E DA NEVE.
ALEXANDER SE TORNOU UM CAVALEIRO JUSTO E CORAJOSO SEMPRE DISPOSTO A AJUDAR AS PESSOAS QUE ESTAVAM SENDO SEVERAMENTE CASTIGADAS PELOS SEUS SENHORES.
O JOVEM CAVALEIRO TINHA COMO LEVA JAMAIS DESISTIR DE UMA BATALHA E RESPEITAVA ACIMA DE TUDO A SUA HONRA.
ELE LUTOU EM MUITAS BATALHAS SE SAINDO VENCEDOR E ASSIM GANHOU MUITAS RECOMPENSAS EM OURO E PRATA FAZENDO COM QUE ELE SE TORNASSE UM CAVALHEIRO RESPEITADO E PODEROSO.
ENTÃO, O JOVEM ALEXANDER ACHOU QUE JÁ ERA A HORA DE REGRESSAR A MONTANHA DA GELEIRA E ACERTAR DE UMA VEZ POR TODAS A CONTA COM ÉVORA, A BRUXA ANCIÃ E POR FIM AS SUAS MALDADES.
ELA JÁ ESTAVA PREPARADA PARA ENFRENTAR ESSE COMBATE, POIS, LOGO DEPOIS QUE ELE FUGIU E FOI PARA A CIDADE BAIXA, ALGUÉM A AVISOU DA FUGA DELE E ASSIM ELA PASSOU A ACOMPANHAR OS SEUS PASSOS PELA SUA BOLA DE CRISTAL.
ENTÃO, ANTES QUE ALEXANDER A PROCURASSE PARA AJUSTAR AS CONTAS COM ELA, A ANCIÃ TROCOU DE LUGAR COM A MÃE DO JOVEM RAPAZ ATRAVÉS DE UM ENCANTO.
QUANDO O NOBRE CAVALEIRO ABRIU A PORTA DA SUA CASA, DEU DE CARA, COM A ANCIÃ SENTADA AO LADO DA SUA MÃE.
ENTÃO, ELE PARTIU PARA CIMA DELA SEM SABER QUE NA VERDADE ERA A SUA PRÓPRIA MÃE E IMEDIATAMENTE A AMARROU EM UMA CADEIRA. QUANDO A MÃE DE ALEXANDER JÁ ESTAVA COMPLETAMENTE AMARRADA, ÉVORA DESFEZ O ENCANTAMENTO PARA O ESPANTO DO RAPAZ QUE NADA MAIS CONSEGUIU FAZER, POIS, A BRUXA LANÇOU-LHE UM PODEROSO ENCANTAMENTO FAZENDO COM QUE O NOBRE E BOM CAVALHEIRO SE CRISTALIZASSE E DALI POR DIANTE SE TORNASSE UM SOLDADO DE VIDRO E PASSASSE A SER CONHECIDO COMO ALEXANDER, O ABOMINÁVEL SOLDADO DE VIDRO.
ÉVORA MAIS UMA VEZ SAIU VENCEDORA DE UMA BATALHA E PARA MOSTRAR AOS SEUS ESCRAVOS QUE ERA ELA QUE REINAVA PODEROSA NAQUELA ALDEIA FRIA E GELADA, EXPULSOU O SOLDADO DE VIDRO PARA SEMPRE DA MONTANHA DA GELEIRA.
E ASSIM NOVAMENTE, ALEXANDER RETORNOU A CIDADE BAIXA E FOI PROCURAR A GUARDA REAL DOS CAVALEIROS E CONTOU QUE A BRUXA DO GELO E DA NEVE HAVIA TRANSFORMADO SEU CORPO EM VIDRO. OS ONZE CAVALEIROS FICARAM MUITO BRAVOS COM O QUE A BRUXA HAVIA FEITO COM ALEXANDER E PROMETERAM QUE IRIAM AJUDAR ELE A EXPULSAR A BRUXA DAQUELA MONTANHA PARA SEMPRE.
OS CAVALEIROS TAMBÉM ACREDITAVAM NA FORÇA DO CRIADOR DO MUNDO E QUANDO OS DOZE SE REUNIAM TAMBÉM ACREDITAVAM QUE A UNIÃO FAZ A FORÇA.
ENTÃO, OS DOZE NOBRES CAVALEIROS PARTIRAM NA MANHÃ SEGUINTE RUMO AO PICO MAIS ALTO DA MONTANHA DA GELEIRA, ONDE FICAVA O CASTELO DE GELO DA BRUXA ANCIÃ
ELES ESTAVAM COM SUAS LANÇAS E ESPADAS PREPARADAS PARA POR FIM AS MALDADES DE ÉVORA E ASSIM DESFAZER O ENCANTAMENTO QUE TRANSFORMOU O CORPO DE ALEXANDER EM VIDRO E TAMBÉM FAZER COM QUE O SOL VOLTASSE A BRILHAR NO TOPO DA MONTANHA SOMBRIA FAZENDO COM QUE HOUVESSE DIA E NOITE NOVAMENTE NAQUELA ALDEIA.
OS CAVALEIROS SABIAM QUE ÉVORA PODERIA APARECER A QUALQUER MOMENTO EM TODAS AS DIREÇÕES, ASSIM ELES MANTIVERAM UMA CERTA DISTANCIA DO CASTELO DE GELO.
OS CAVALEIROS ESTAVAM ORGANIZANDO UM ATAQUE RÁPIDO PARA QUE A ANCIÃ FOSSE PEGA DE SURPRESA SEM CHANCES DE REAÇÃO.
ENTÃO, ALEXANDER, O ABOMINÁVEL SOLDADO DE VIDRO, NA SUA CONDIÇÃO DE CAVALEIRO REAL INVADIU O CASTELO, ENQUANTO OS OUTROS FICARAM CERCANDO O CASTELO.
MAIS UMA VEZ A ANCIÃ E O SOLDADO DE VIDRO FICARAM FRENTE A FRENTE E ENTÃO, O SOLDADO DE VIDRO DISSE:
– É MELHOR VOCÊ SE RENDER PORQUE O CASTELO ESTÁ CERCADO!
E A BRUXA DISSE:
– ISSO NUNCA! JÁ VENCI VOCÊ UMA VEZ E VOU VENCÊ-LO NOVAMENTE!
ENTÃO, O SOLDADO DE VIDRO PARTIU PARA CIMA DA ANCIÃ QUE FAZENDO USO DE SUA VASSOURA SAIU VOANDO PELA JANELA E IMEDIATAMENTE OS COMPANHEIROS DO SOLDADO DE VIDRO ATIRARAM FLECHAS COM FOGO NA DIREÇÃO DE ÉVORA QUE FOI ATINGIDA COM SEU CORPO EM CHAMAS CAIU SOBRE O CASTELO QUE EM SEGUIDA COMEÇOU A DERRETER COM O CALOR DO FOGO ATÉ DESAPARECER DEFINITIVAMENTE DO TOPO DA MONTANHA.
DE REPENTE A NOITE DEU LUGAR A LUZ DO DIA E O SOL VOLTOU A BRILHAR COM FORÇA DERRETENDO TODAS AS GELEIRAS E DANDO LUGAR AOS VERDES CAMPOS E DANDO UMA NOVA E RENOVADA PAISAGEM A ATÉ ENTÃO SOMBRIA E CONGELANTE MONTANHA.
COM O DESAPARECIMENTO DA ANCIÃ DO GELO E DA NEVE, OS HABITANTES DA ALDEIA DO TOPO DA MONTANHA FORAM LIBERTADOS DA ESCRAVIDÃO QUE A BRUXA ANCIÃ HAVIA DETERMINADO ENQUANTO REINAVA.
ALEXANDER TAMBÉM VIU SEU CORPO VOLTAR AO QUE ERA ANTES DA BRUXA ANCIÃ LHE LANÇAR O ENCANTAMENTO.
MAS, ELE CONTINUOU CONHECIDO COMO O ABOMINÁVEL SOLDADO DE VIDRO, POIS, ELE ERA UM SOLDADO RESISTENTE, DURO DE QUEBRAR COMO O VIDRO TEMPERADO QUE SUPORTA MAIS DE CENTO E SETENTA QUILOS SEM QUEBRAR OU SE ROMPER.
ALEXANDER, O SOLDADO DE VIDRO SE TORNOU UMA LENDA NO REINO DO GELO E DA NEVA.
A LENDA DIZ QUE ELE GUARDA ATÉ HOJE O TOPO DA MONTANHA DA ALDEIA EM NASCEU PARA QUE NENHUM INIMIGO A INVADA NOVAMENTE E FAÇA QUE O SEU POVO SE TORNE ESCRAVO MAIS UMA VEZ.

 
Saulo Piva Romero
Enviado por Saulo Piva Romero em 02/04/2020
Alterado em 11/05/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
AfrikaansAlbanianArabicEnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Copyright © 2017-2020. Contos do Tio-Avô. Todos os direitos dos textos reservados a Saulo Piva Romero  
 
* As imagens do site são sem fins lucrativos.
São de propriedade da Google LLC