Contos doTio-Avô
"Quem escreve um livro cria um castelo, quem o lê mora nele".
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Textos


ERA UMA VEZ UM HOMEM MUITO RICO QUE HAVIA SIDO MUITO ABENÇOADO DURANTE O ANO. ENTÃO, ELE RESOLVEU PREPARAR UMA GRANDE FESTA PARA COMEMORAR A CHEGADA DO ANO NOVO. ABDIAS ERA UM HOMEM BOM E JUSTO. ELE CONTINUAVA SENDO O MESMO HOMEM QUE ERA NO TEMPO EM QUE NÃO TINHA UM CENTAVO NO BOLSO.
ENTÃO, ELE SABIA MUITO BEM O QUE ERA PASSAR DIAS E MAIS DIAS SEM TER O QUE COMER.
ELE SE SENTIA FELIZ E AGRADECIDO A DEUS, POR TODAS AS GRAÇAS QUE HAVIA ALCANÇADO DURANTE O ANO QUE ESTAVA SE FINDANDO.
NO ÚLTIMO DIA DO ANO, O RICO CRIADOR DE BOIS E OVELHAS RESOLVEU CONVIDAR TODOS OS SEUS AMIGOS QUE MORAVAM PRÓXIMOS A JERUSALÉM PARA COMPARTILHAR COM ELE A CHEGADA DO ANO QUE ESTAVA PARA NASCER.
A GRANDE CEIA DOS SEUS SONHOS ESTAVA PRONTA. ELE QUIS QUE HOUVESSE MUITA COMIDA E BEBIDA.
O SALÃO ONDE A GRANDE CEIA SERIA SERVIDA JÁ ESTAVA ENFEITADO COM MUITOS ENFEITES MULTICOLORIDOS PENDURADOS NAS PAREDES.
ABDIAS HAVIA DISTRIBUÍDO TODOS OS CONVITES HÁ MUITO TEMPO, MAS FEZ QUESTÃO DE PEDIR AOS SEUS SERVOS QUE FOSSEM A CASA DE CADA CONVIDADO PARA LEMBRÁ-LOS QUE JÁ ESTAVA TUDO PRONTO PARA A GRANDE CEIA QUE CELEBRARIA A CHEGADO DO NOVO ANO.
MAS, OS QUE SE DIZIAM SEUS AMIGOS, UM POR UM COMEÇARAM A DAR MUITAS DESCULPAS PARA NÃO COMPARECEREM A GRANDE CEIA OFERECIDA COM GENTILEZA PELO RICO CRIADOR DE BOIS E OVELHAS.
OS CONVIDADOS SEMPRE INVENTAVAM UMA FORMA PARA SE LIVRAR DE TER QUE  CEAR NA CASA DE ABDIAS.
ELES DIZIAM:
– EU COMPREI UM TERRENO E TENHO QUE DAR UMA OLHADA NELE, POR ISSO NÃO PODEREI COMPARECER NA FESTA. PEÇO QUE ME DESCULPE.
 

E ASSIM ELES FORAM DANDO AS MAIS VARIADAS DESCULPAS E BATIAM A PORTA NA CARA DOS SERVOS DE ABDIAS.
 
MAS, MESMO ASSIM, OS SERVOS HUMILDEMENTE CONTINUAVAM INSISTINDO PARA QUE TODOS OS AMIGOS DE SEU SENHOR COMPARECESSEM A CEIA FESTIVA.
 
AS DESCULPAS FORAM AUMENTANDO CADA VEZ MAIS E OS SERVOS FIÉIS AO PATRÃO FORAM FICANDO TRISTES.
 
- EU COMPREI CINCO JUNTAS DE BOIS E PRECISO VER SE TRABALHAM BEM.  ENTÃO, EU PEÇO QUE ME DESCULPE, POIS ESTOU MUITO OCUPADO.
 
OS SERVOS NOVAMENTE DERAM COM A CARA NA PORTA, MAS, ELES CONTINUARAM NO FIRME PROPÓSITO DE LEVAR OS CONVIDADOS PARA A GRANDE CEIA.
 
E ASSIM CHEGARAM A CASA DE OUTRO HOMEM E COM ENTUSIASMO DISSERAM:
 
- O DIA DA GRANDE CEIA QUE O MEU SENHOR PREPAROU JÁ CHEGOU E ELE QUER MUITO A SUA PRESENÇA AO LADO DELE NA GRANDE CEIA DE LOGO MAIS A NOITE.
 
E O HOMEM DANDO MAIS UMA DESCULPA, DISSE:
 
- EU ACABEI DE CASAR E TENHO QUE PARTICIPAR DA MINHA FESTA DE CASAMENTO. EU LAMENTO MUITO, MAS, NÃO PODEREI ESTAR NA GRANDE CEIA DO AMIGO ABDIAS.
 
ASSIM, TODOS OS QUE FORAM CONVIDADOS NÃO COMPARECERAM A GRANDE CEIA PREPARADA PELO RICO CRIADOR DE BOIS E OVELHAS.
 
ENTÃO, ABDIAS FICOU FURIOSO E DISSE:
 
- MEUS FIÉIS SERVOS NÃO SE ENTRISTEÇAM, POIS, MESMO ENRIQUECENDO EU CONTINUO O MESMO HOMEM DE SEMPRE, ELES É QUE MUDARAM DE ATITUDE COMIGO.  ELES EMPOBRECERAM OS SEUS CORAÇÕES E SE TORNARAM HOMENS QUE SÓ VEEM A APARÊNCIA DA PESSOA E NÃO ENXERGAM COMO ELA É POR DENTRO.
 
ENTÃO, O RICO CRIADOR DE BOIS E OVELHAS, DISSE:
 
MEUS FIÉIS SERVOS, VÃO PELAS RUAS E BECOS DE JERUSALÉM E CONVIDE OS POBRES, OS ALEIJADOS, OS CEGOS E OS COXOS PARA VIREM ATÉ A MINHA CASA E CEARAM COMIGO NA GRANDE CEIA QUE CELEBRARÁ O NASCIMENTO DO NOVO ANO QUE SE APROXIMA.
 
ASSIM, MAIS QUE DEPRESSA, OS SERVOS DE ABDIAS SAÍRAM E FIZERAM O ILUSTRE CONVITE PARA QUE OS POBRES, OS ALEIJADOS, OS CEGOS E OS COXOS VISSEM PARTICIPAR DA GRANDE CEIA NA COMPANHIA DE SEU SENHOR.
 
LOGO SE FORMOU UMA MULTIDÃO DE PESSOAS HUMILDES NA PORTA DA CASA DE ABDIAS.
 
ENTÃO, COM UM SORRISO ACOLHEDOR E COM O CORAÇÃO INVADIDO PELA FELICIDADE, ELE DISSE:
 
- ENTREM E SEJAM MUITO BEM- VINDO A MINHA GRANDE CEIA ENQUANTO ESPERAMOS PELA CHEGADA DO NOVO ANO.
 
VOCÊS SÃO MEUS CONVIDADOS ESPECIAIS, ENTÃO, COMAM E BEBAM A VONTADE.
 
ALGUM TEMPO DEPOIS, UM SERVO VEIO ATÉ O SEU SENHOR E DISSE:
 
- SENHOR, AINDA ESTÁ SOBRANDO LUGARES NA MESA.
 
E O SEU SENHOR RESPONDEU:
 
- VÁ E TRAGA MAIS NECESSITADOS PARA QUE NA GRANDE CEIA, ELES POSSAM SACIAR A FOME DO CORPO E A FOME DO ESPÍRITO TAMBÉM.
 
QUANDO A MESA JÁ ESTAVA COM TODOS OS SEUS LUGARES OCUPADOS PELOS POBRES, ALEIJADOS, CEGOS E COXOS, O ANFITRIÃO DA GRANDE CEIA LHES FEZ UMA REVELAÇÃO SURPREENDENTE.
 
- EU NÃO SOU UM HOMEM RICO QUE CRIA BOIS E OVELHAS, EU APENAS ME PERMITIR ESTAR NA PELE DESSE HOMEM PARA SABER EM QUEM EU PODEREI CONFIAR PARA QUE LEVE A MINHA PALAVRA DE AMOR E LUZ AO REDOR DO MUNDO QUANDO EU SUBIR AOS CÉUS.    EU SOU JESUS, O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA E OS BEM- AVENTURADOS SERÃO TODOS AQUELES QUE ESTIVEREM AO MEU LADO.
 
ASSIM AQUELES POBRES, ALEIJADOS, CEGOS E COXOS QUE ACEITARAM DE CORAÇÃO O CONVITE PARA PARTICIPAR DA GRANDE CEIA AO LADO DE JESUS SEM INVENTAR DESCULPAS, FORAM CURADOS NA PRESENÇA DELE AO RAIAR DO NOVO ANO.
 
 
 
 
Saulo Piva Romero
Enviado por Saulo Piva Romero em 30/12/2019
Alterado em 30/12/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Copyright © 2017. Contos do Tio-Avô. Todos os direitos reservados a Saulo Piva Romero.  
 
 




 
Países leitores do site Contos do Tio-avô