Contos doTio-Avô
Saulo Piva Romero
Textos
O MENINO OLUAS ERA AO MESMO TEMPO GENIAL E ESTRANHO. E ELE NÃO ERA ASSIM PORQUE USAVA UM PAR DE MULETAS E SIM POR SUA MANIA DE FICAR CONVERSANDO COM ELE MESMO DESDE PEQUENINO. ELE ERA UM GAROTO COMO QUALQUER OUTRO, MAS ELE TINHA POUCOS AMIGOS E ERA MUITO SOLITÁRIO. POR ESSA RAZÃO COMEÇOU COM ESSA ESTRANHA E ENGRAÇADA MANIA DE FALAR COM ELE MESMO. SUA MÃE E SEU PAI SEMPRE PENSAVAM QUE ELE CRIARA UM AMIGO IMAGINÁRIO DA SUA CABECINHA DE CRIANÇA CHEIA DE SONHOS E FANTASIAS. OLUAS PASSAVA A MAIOR PARTE DO DIA CONVERSANDO COM SEU FIEL AMIGO IMAGINÁRIO.

- HOJE EU VOU SAIR PARA DAR UM PASSEIO.
- EU ACHO MELHOR VOCÊ NÃO IR.
- POR QUE NÃO!
- PORQUE É PERIGOSO! VOCÊ PODE SE MACHUCAR FEIO MENINO TEIMOSO!
- ORA ESSA! OLHA QUEM FALA!
- OUTRO DIA VOCÊ FOI Á CIDADE E CAIU FEITO UM SALAME QUEBRANDO ATÉ AS SUAS MULETAS.
- MAS EU NÃO TIVE COMO EVITAR! DEI AZAR QUANDO FUI TENTAR FAZER ALGO PARA EVITAR MINHA QUEDA JÁ ERA TARDE DEMAIS.
- AI FOI CATAPIMBA NO CHÃO!
VOCÊ NÃO TEM JEITO MESMO!
NISSO SUA MÃE ENTRA NO QUARTO DO FILHO E COM ESPANTO PERGUNTA A ELE.
- COM QUEM VOCÊ ESTÁ FALANDO MEU FILHO?
- EU?
- É MEU FILHO! COMIGO É QUE NÃO PODE SER...
- SEI LÁ MÃE!
- TÁ DOIDINHO MEU MENINO MALUQUINHO!
- EU OUVI VOCÊ DIZER PARA ALGUÉM QUE VOCÊ HAVIA CAÍDO OUTRO DIA NA CIDADE E QUEBRADO AS MULETAS COM A QUEDA.
- EU DISSE ISSO?
- VOCÊ DISSE SIM!
- MÃE! A SENHORA TÁ VENDO ALGUÉM AQUI ALÉM DE MIM
- NÃO! MAS QUE EU OUVI, EU OUVI SIM!
- XI! MINHA MÃE TÁ FICANDO VELHINHA!
- OLUAS ME RESPEITE! SOU SUA MÃE! VOCÊ TEM ESSA MANIA DE FALAR SOZINHO DESDE PEQUENO! VOCÊ JÁ PASSOU DA IDADE DE TER UM AMIGO IMAGINÁRIO!
- PORQUE AO INVÉS DE FICAR AI FALANDO SOZINHO IGUAL A UM LOUQUINHO PORQUE NÃO CONVIDA O PAULINHO PARA VIR JOGAR FUTEBOL DE BOTÃO AQUI EM CASA?
- BOA IDEIA MINHA MÃE! SÓ TEM PROBLEMINHA NISSO TUDO! SABE AQUELE MEU AMIGO IMAGINÁRIO É MUITO CIUMENTO E NÃO SUPORTA DIVIDIR ÁS ATENÇÕES COM MAIS NINGUÉM ALÉM DE MIM!
- OLUAS! DEPOIS DE TANTAS VEZES QUE EU TE PEGUEI FALANDO COM VOCÊ MESMO JÁ NÃO TENHO MAIS DÚVIDAS EU ACHO QUE AQUELE ESCRITOR O ZIRALDO SE INSPIROU EM VOCÊ QUANDO CRIOU O TAL MENINO MALUQUINHO, POIS, ELE ALÉM DE MALUQUINHO É TODO ATRAPALHADINHO QUE NEM VOCÊ MEU FILHO.
- ENTÃO MÃE! ISSO NÃO É MOTIVO PARA A SENHORA ACHAR QUE É O FIM DO MUNDO EU FALAR COMIGO MESMO PORQUE ATÉ OS CIENTISTAS JÁ PROVARAM QUE ‘’ MALUQUINHOS’’ COMO EU QUE FALAM SOZINHO SÃO PESSOAS GENIAIS, CRIATIVAS COM MUITAS IDEIAS LEGAIS.
- AH MEU FILHO! VOCÊ SEMPRE TEM UMA DESCULPINHA PRA TUDO NA PONTINHA DA LÍNGUA.
- MÃE!
- FALA FILHO!
- DESSA VEZ A SENHORA ESTÁ ERRADA PORQUE QUEM DÁ AS DESCULPINHAS QUE SAI DA PONTINHA DA MINHA LÍNGUA NÃO SOU EU! É O MEU QUERIDO AMIGUINHO IMAGINÁRIO.











 
Saulo Piva Romero
Enviado por Saulo Piva Romero em 06/05/2017
Alterado em 08/05/2020
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
AfrikaansAlbanianArabicEnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Copyright © 2017-2020. Contos do Tio-Avô. Todos os direitos dos textos reservados a Saulo Piva Romero  
 
* As imagens do site são sem fins lucrativos.
São de propriedade da Google LLC