Contos doTio-Avô
Saulo Piva Romero
Textos
NUM HUMILDE SÍTIO VIVIAM VOVÓ ANASTÁCIA E SEUS NETOS RENAUTO E REBECA. ELES ERAM CRIANÇAS FELIZES E COMO TODA CRIANÇA FAZIAM MUITAS TRAVESSURAS DEIXANDO A SIMPÁTICA E DOCE VOVÓ ANASTÁCIA COM OS CABELOS EM PÉ. RENAUTO E REBECA ACORDAVAM CEDO, TOMAVAM SEU CAFÉ DA MANHÃ E SAIAM CHISPANDO DA MESA PARA BRINCAR E COMER DELICIOSAS FRUTAS DAS ÁRVORES PLANTADAS NO POMAR DA VOVÓ.
ANÁSTÁCIA ERA UMA QUITUTEIRA DE MÃO CHEIA E SEU PASSATEMPO PREDILETO ERA PREPARAR DELICIOSAS GULOSEIMAS PARA SEUS NETOS. ENQUANTO ELES BRINCAVAM NOS ARREDORES DO SÍTIO PARAÍSO ELA JÁ ESTAVA PENSANDO NO QUE FAZER PARA O CAFÉ DA TARDE MESMO ANTES DO ALMOÇO. O TEMPO MUDOU INESPERADAMENTE E O SOL DEU LUGAR A UMA FORTE CHUVA. ENTÃO A AVÓ DOS MENINOS TEVE UMA IDEIA COM ESSA CHUVA E RESOLVEU FAZER UNS BOLINHOS DE CHUVA AÇUCARADOS. JÁ ERA QUASE HORA DO ALMOÇO E NADA DAS CRIANÇAS ENTRAREM PARA O ALMOÇO E A DOCE VOVÓ COMEÇOU A FICAR MUITO PREOCUPADA COM ESSA ESTRANHA DEMORA. RENAUTO E REBECA ANDARAM MUITO E PERDERAM A NOÇÃO E ACABARAM SAINDO DOS LIMITES DO SÍTIO. A CHUVA NÃO DAVA TRÉGUA E AS CRIANÇAS NÃO CONSEGUIRAM VOLTAR AO SÍTIO E ACABARAM ENTRANDO NUMA MATA BEM FECHADA E PARA A SURPRESA DE RENAUTO E REBECA DERAM DE CARA COM UMA ONÇA PINTADA QUE NAQUELE MOMENTO ESTAVA FAMINTA E ENCURRALOU AS DUAS CRIANÇAS QUE FICARAM EM PÂNICO. ENQUANTO ISSO NO SÍTIO PARAÍSO A E DOCE VELHINHA IMAGINOU QUE SEUS NETOS FICARAM ABRIGADOS EM ALGUM LUGAR ATÉ A CHUVA PASSAR. ESSE PENSAMENTO DEU TRANQUILIDADE A ELA E ASSIM ELA COMEÇOU A PREPARAR OS DELICIOSOS BOLINHOS DE CHUVA PARA QUANDO OS NETOS CHEGASSEM EM CASA COM FOME. MAS AS COISAS NÃO IAM NADA BEM PARA RENAUTO E REBECA, POIS A TEMIDA ONÇA PINTADA AVANÇAVA CADA VEZ MAIS PARA CIMA DAS CRIANÇAS E ESTAVA PRESTES A DEVORÁ-LAS E SACIAR SUA FOME. NO SÍTIO, ANASTÁCIA HAVIA TERMINADO DE FAZER OS FAMOSOS BOLINHOS DE CHUVA, SUA ESPECIALIDADE. MAS A DEMORA NO RETORNO DOS NETOS AO LAR FEZ COM QUE A VOVÓ VOLTASSE A FICAR PREOCUPADA COM O SUMIÇO REPENTINO DELES. VOLTANDO A MATA A ONÇA DEU UM SALTO E JÁ SE PREPARAVA PARA DAR O BOTE FATAL NAS TRAVESSAS CRIANÇAS QUE CHORAVAM SEM PARAR. DE REPENTE POR OBRA DO DESTINO ENTRA MATA ADENTRO UM CAÇADOR QUE VENDO A SITUAÇÃO EMBARAÇOSO DE REBECA E RENAUTO DÁ UM TIRO CERTEIRO QUE ACERTA EM CHEIO A ONÇA QUE TOMBA AO GRAMADO DANDO UM ÚLTIMO E AGONIZANTE ROSNADO. NESSE MOMENTO AS CRIANÇAS AMEDRONTADAS CORRERAM EM DIREÇÃO AO CAÇADOR E PEDIRAM A ELE QUE AS LEVASSE DE VOLTA AO SÍTIO PARAÍSO. O HEROICO CAÇADOR LEVOU AS CRIANÇAS DE VOLTA AO SÍTIO PARAÍSO PARA ALEGRIA E ALÍVIO DA DOCE VOVÓ ANASTÁCIA QUE IMEDIATAMENTE SERVIU UM SABOROSO CAFÉ COM SEUS DELICIOSOS BOLINHOS DE CHUVA PARA SEUS QUERIDOS NETINHOS E AO CORAJOSO CAÇADOR QUE HAVIA ACABADO DE SALVAR A VIDA DE SEUS AMADOS NETOS TRAVESSOS. E ASSIM PASSARAM HORAS SABOREANDO AQUELE DELICIOSO CAFÉ DA TARDE PREPARADO COM MUITO AMOR E CARINHO PELA VOVÓ MAIS SIMPÁTICA DE TODA A REGIÃO ONDE FICAVA O ACONCHEGANTE SÍTIO PARAÍSO.

 
Saulo Piva Romero
Enviado por Saulo Piva Romero em 19/04/2017
Alterado em 08/05/2020
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
AfrikaansAlbanianArabicEnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Copyright © 2017-2020. Contos do Tio-Avô. Todos os direitos dos textos reservados a Saulo Piva Romero  
 
* As imagens do site são sem fins lucrativos.
São de propriedade da Google LLC